Sem categoria

Rabiscos sobre a Faculdade de Economia da UEM

Hoje decidi escrever um pouco sobre a faculdade de Economia da Universidade Eduardo Mondlane. Não para trazer um novo debate académico, mas para rabiscar sobre aquela faculdade, desde os caloiros, que nos primeiros anos de faculdade deparam-se com a inesquecível Professora de Economia, a Dra Maria Isabel Munguambe, um exemplo de dedicação ao ensino metódico que a academia Moçambicana devia seguir, dentre tantos outros por este País.

Também passei pelas mãos da Dra Isabel Munguambe, na qualidade de estudante. Uma professora de mão cheia. Foi minha professora de Introdução à Economia Política. Quem já passou pela Faculdade de Economia da UEM na época do pós independência anos deve compreender o facto de eu começar este rabisco citando a Dra Isabel Munguambe.

Mas também não se pode passar pela faculdade de economia e não conhecer nomes de economistas professores como o Dr. Salomão Munguambe, Ex-Ministro das Finanças do Governo Moçambicano, o Dr. Lourenço Veniça de Introdução à Gestão, o Dr Angelo Macuacua, que foi meu professor de Contabilidade e actualmente é Vice-Reitor da UEM, a Dra Miquelina Menezes, actual Presidente da Associação Moçambicana de Economistas, o Dr Carlos nuno Castel-Branco, Pesquisador que dirige actualmente o IESE, Constantino Marrengula, actual Director para a docencia da Faculdade de Economia, Armindo Nhabinde, docente de economia monetária, Domingos Muconto, entre outros que se destacam pelo trabalho que vão realizando na em prol do economista do futuro.

Não me esqueci dos Drs Artur Gobe, Gildo, Neves, Manoela Sylvestre, Paulo Mole (Econometria) e do Dr José Chichava (economia de moçambique ufff…tão fácil mas tão difícil). Também encontras-te com eles lá na faculdade.

Quem passar pela faculdade de economia da UEM vai cruzar-se com esses professores e outros durante a sua “estadia”, vai também saborear a Biblioteca da Faculdade (agora há uma biblioteca Central, na foto), que lá vai tentando facer face à demanda de manuais pelos estudantes. Tem também lá um núcleo de Estudantes, o NEFE, do qual eu fui um dos membros fundadores e Primeiro vice-Presidente do Núcleo, que na altura tinha como Presidente o José Macoola Cossa.

Ainda há muito por fazer para os estudantes no campo da investigação e pesquisa, das actividades extra-curriculares, das parcerias com instituições economicas e financeiras na área de estágios e inserção no mercado de trabalho de formandos, na realização de intercâmbios estudantis com outras instituições.

Do ponto de vista da docência, tal como em várias faculdades e universidades deste País, ainda nota-se algum fraco aproveitamento escolar em algumas cadeiras, não se sabe se por metodologia de ensino ou, como dizem alguns, porque os estudantes estão cada vez mais preguiçosos.

Enfim, é o primeiro rabisco sobre a faculdade de economia da universidade eduardo mondlane, oportunamente irei continuar com este rabisco sobre aquele local … vale a pena falar dele !!

Bem haja faculdade de economia da UEM!!!

Standard

2 thoughts on “Rabiscos sobre a Faculdade de Economia da UEM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s