Frelimo, Samora Machel, Sem categoria

Lista dos 53 cabeças de lista da FRELIMO para as eleições Autárquicas de 10 de Outubro de 2018

*MAPUTO CIDADE*

1. Eneas da Conceição Comiche

*PROVÍNCIA DE MAPUTO*

2. Matola – Calisto Moisés Cossa

3. Boane – Jacinto Loureiro

4. Manhiça – Luis Munguambe

5. Namaacha – Manuel Munguambe

*GAZA*

6. Xai-Xai – Emídio Xavier

7. Chokwe – Lídia Cossa

8. Mandlakaze – Maria Helena Langa

9. Bilene – Mufundisse Chilengue

10. Chibuto – Henriques Albino Machava

11. Macia – Ramalho Mussagy

*INHAMBANE*

12. Municipio de Inhambane – Benedito Guimino

13. Maxixe – Fernando Bambo a

14. Vilankulos – William Thuzine

15. Massinga – Medy Geremias

16. Quissico – Abílio Chiponde

*SOFALA*

17. Beira – Augusta Maita

18. Dondo – Manuel Chaparica

19. Nhamatanda – António Charumar

20. Gorongosa – Sebete Elicha Morais

21. Marromeu – Vitória Cristina Artur

*MANICA*

22. Chimoio – João Ferreira

23. Manica – Bernardo Patrício

24. Sussundenga – Lidia Luis

25. Catandica – Domingos Cassuada Tuboi

26. Gondola – Arlindo Cesário Ngozo

*TETE*

27. Cidade de Tete – César de Carvalho

28. Moatize – Carlos Portimão

29. Ulongue – Evaristo Fidelis

30. Nhamayabue – Alberto Salifu Amade

*ZAMBÉZIA*

31. Quelimane – Carlos Carneiro

32. Mocuba – Geraldo Sotomane

33. Milange – Felisberto Mvua

34. Gurue – Aniceto Fernando

35. Alto Molocue – Muananvuca

36. Maganja da Costa – Virgilio Dinheiro

*NAMPULA*

37. Cidade de Nampula – Amisse Paulo Cololo

38. Nacala – Rui Chong Saw

39. Monapo – Abdul Limande

40. Malema – Ângelo Fonseca

41. Ilha de Moçambique – Saide Abdul Remane

42. Ribaue – Valdemiro Abacar

43. Angoche – Bernado Elias

*CABO DELGADO*

44. Pemba – Florete Simba Motarua

45. Montepuez – Cecilio Ani Chabane

46. Chiure – Casimiro Portugal Guarda

47. Mueda – Manuel Alavalave

48. Micímboa da Praia – Cheia Momba

*NIASSA*

49. Lichinga – Luis Jumo

50. Marrupa – Alfredo Akimo

51. Metangula – Sara Mustafa

52. Cuamba – Alberto Assumane

53. Mandimba – Joao Stande

Standard
Educação em Moçambique, Filipe Nyusi, Frelimo, Governo de Moçambique, Sem categoria

Filipe Nyusi entrega 5mil carteiras em Chimoio

A comunidade escolar e os residentes da cidade de Chimoio testemunharam hoje a cerimónia de entrega de 5 mil carteiras, por Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República de Moçambique, no âmbito do Programa de Produção e Distribuição de Carteiras Escolares.

Com esta entrega, mais 20 mil crianças deixam de estudar sentadas no chão, em Chimoio, provincia de Manica.

Recorde-se que o Programa de Produção e Distribuição de Carteiras Escolares foi lançado em Dezembro de 2017, por Sua Excelência o Presidente da República e já beneficiou 100 mil crianças, em todo o país.

Standard
Sem categoria

DECLARAÇÃO CONJUNTA DO ENCONTRO ENTRE O PRESIDENTE DA REPÚBLICA E O COORDENADOR DA COMISSÃO POLÍTICA DA RENAMO

No quadro do processo de Diálogo Político entre o Governo de Moçambique e a Renamo, Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República de Moçambique e Sua Excelência Ossufo Momade, Coordenador da Comissão Política da Renamo reuniram-se a 11 de Julho de 2018, na Cidade da Beira.

Durante o encontro passaram em revista o estágio do diálogo em torno dos assuntos militares e perspectivaram os passos a serem levados a cabo para a consolidação do processo de paz efectiva e a reconciliação nacional.

Durante o diálogo mantido, o Presidente da República e o Coordenador da Comissão Política da Renamo reafirmaram o consenso anteriormente alcançado relativamente aos assuntos militares, no que tange ao desarmamento, desmobilização e reintegração dos elementos armados da Renamo. Foram definidos os princípios, processos, acções e o cronograma para o enquadramento dos militares oriundos da Renamo nas FADM e na Polícia da República de Moçambique,

Acordou-se sobre a necessidade de criação de estruturas conjuntas de implementação do Documento de Consenso sobre Assuntos Militares, designadamente, a Comissão de Assuntos Militares; o Grupo Técnico Conjunto de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração; o Grupo Técnico Conjunto de Enquadramento nas FADM e PRM e o Grupo Técnico Conjunto de Monitoria e Verificação.

Relativamente ao enquadramento nas FADM e na PRM acordaram que num prazo de 10 dias a liderança da Renamo deve apresentar a lista dos seus oficiais para ocuparem os cargos nos postos previamente acordados. No mesmo prazo o Governo e a Renamo devem designar o seu pessoal a integrar a Comissão de Assuntos Militares e os Grupos Técnicos Conjuntos.

Foi acordado, ainda, que em simultâneo deve iniciar o processo com vista à desmilitarização e reinserção socioeconómica dos elementos armados da Renamo.

O Presidente da República e o Coordenador da Comissão Política da Renamo reafirmaram a sua vontade de continuar a interagir com vista a tornar célere o processo de implementação dos consensos sobre os assuntos militares.

A Reunião entre as Partes decorreu num ambiente de muita cordialidade, abertura e franqueza, tendo as duas Partes reafirmado o seu total empenho para o alcance da paz efectiva e definitiva, bem como uma reconciliação genuína entre os Moçambicanos.

Exortaram a todo o povo moçambicano e todas as instituições nacionais para apoiarem e colaborarem para o êxito no processo de implementação dos consensos.

De igual modo, apelaram a Comunidade Internacional para apoiar as Partes na implementação bem-sucedida dos consensos alcançados sobre os Assuntos Militares, em particular e sobre o processo de paz e reconciliação nacional, em geral.

Cidade da Beira, 11 de Julho de 2018

Standard
Filipe Nyusi, Frelimo, Governo de Moçambique, população Moçambicana, Processo de Paz em Moçambique, Sem categoria

Filipe Nyusi e Ossufo Momade anunciam consensos sobre assuntos militares

O Presidente da Republica, Filipe Nyusi, e o coordenador da Renamo, Ossufo Momade, anunciaram, esta tarde na cidade da Beira, que já há consensos em relação aos assuntos militares em torno da busca de paz efectiva no país.

Os dois dirigentes, que se reuniram na província de Sofala, manifestaram o desejo de ver o dossier fechado antes das eleições e Outubro. “O principal neste encontro de hoje, é garantir e dar segurança aos nossos deputados, e à sociedade em geral, que o processo não vai parar”, disse Nyusi.

“Aquilo que pensamos que era difícil, já é prático, na medida em que podemos avançar com o enquadramento dos oficiais da Renamo nas FADM”, referiu Momade.

Por outro lado, o coordenador da Renamo explicou como vai decorrer o processo de integração dos homens da Renamo nas Forças Armadas de Defesa de Moçambique. “Da conversa que tivemos com o Chefe de Estado, chegamos ao consenso que há possibilidade de enquadrarmos na polícia, através da lista que vamos entregar, para que possam ser enquadrados no comando da República de Moçambique”.

Já o Chefe de Estado falou da complexidade do processo, tendo referido que se vai ultrapassar, uma vez que se esclareceu os mal-entendidos.

“Este processo é complexo e precisamos ver o que é reintegração. O processo estava com alguma dificuldade porque houve um mal-entendido. Mas a liderança da liderança concordou connosco. Vamos continuar com os trâmites que vínhamos tendo, a integração na Polícia, não foi possível em 92, não foi possível em 2014, mas vai ser possível porque a Renamo prometeu que nos vai entregar a lista”.

Nyusi acrescentou que o consenso hoje alcançado será oficializado com uma declaração formal e o processo de integração vai iniciar assim que a Renamo enviar as listas dos oficiais que deverão ser integrados. Também se vai celebrar um memorando de entendimento entre as partes.

Por Francisco Raiva

Standard
Sem categoria

CARTA DE UM COMBATENTE

Mãe, eu tenho uma espingarda de ferro! 0 teu filho,

Aquele a quem um dia tu viste

acorrentarem

(e choraste,

como se as correntes prendessem e ferissem

as tuas mãos e os teus pés) —

0 teu filho já é livre, mãe!

0 teu filho tem uma espingarda de ferro.

A minha espingarda

vai quebrar todas as correntes,

vai abrir todas as prisões,

vai matar todos os tiranos,

vai restituir a terra ao nosso povo.

Mãe, é belo lutar pela liberdade!

Há uma mensagem de justiça em cada bala que disparo, Há sonhos antigos que acordam como pássaros.

Nas horas de combate, na frente de batalha A tua imagem próxima desce sobre mim.

E por ti também que eu luto, mãe! Para que não haja lágrimas nos teus olhos.

JORGE REBELO

Data de nascimento: 6 de Julho de 1936

Standard
Sem categoria

APELO

Camarada, companheiro, combatente,

É rica e bela a herança que deixaste:

Homens e mulheres irmanados numa causa justa,

A terra livre que as nossas mãos fecundam,

A lenda viva dos libertadores da pátria.

Tudo isto nos legaste, fruto das longas marchas,

Da unidade com o povo, da tua arte

e saber profundos.

Ah, e a Mensagem: mensagem de luta e paz,

De entrega total, de justiça, de igualdade,

De denúncia e combate aos que se vendem.

 

Porque cresceste no fogo das batalhas,

Alheio às intrigas dos palácios,

A tua alma é livre. Reside aqui

A tua grande força.

É certo: já não és a força justiceira

Que fazia mover a terra

E tremer o inimigo.

Mas és ainda a esperança,

A inspiração e a bandeira.

 

Camarada, no novo tempo que emerge

Em que os abusos são regra, e os outros

Se conformam ou pactuam,

Tens tu de novo que erguer-te

E prosseguir a missão.

E armado da tua crença,

Do eterno amor pela pátria,

Ao apelo do povo dizeres “Basta”! e destroncares

Aqueles que hoje, agora, impunemente

São os novos inimigos:

Os chefes sem rosto que traficam o poder,

Os mandantes do crime que planeiam na penumbra,

Os donos da droga que viciam os teus filhos,

Os chefes venais cobradores de comissões

(“quinze por cento p’ra mim, ou não assino”),

Os que te instam a apertar o cinto

quando os seus ventres engordam,

Os juízes corruptos que ilibam a quem mais paga,

Os que vendem a pátria

A quem mais paga.

 

Camarada, no novo tempo sem lei

Tens tu de novo que erguer-te

E prosseguir a missão.

 

Jorge Rebelo

Standard
Sem categoria

40 ANOS DA OJM

Vai o meu reconhecimento à Organização da Juventude Moçambicana (OJM), fundada a 29 de Novembro de 1977, que celebra hoje o seu quadragésimo aniversário.

Tive bons e maus momentos ao longo da minha militância na OJM, tive a oportunidade de participar em actividades no bairro, na escola, e também pude emprestar a minha contribuição ao mais alto nível da OJM, e em todos os casos aprendi a auto-superação, a persistência, a disciplina, o trabalho em equipe, a organização e planificação do trabalho, e também a lidar com vários tipos de comportamentos e adversidades.

Tive o previlégio com a OJM de Conhecer e conviver com grandes militantes, líderes, desportistas, informais, empresários, politicos, reclusos, artistas, desempregados, professores, enfermeiros, engenheiros dentre outras sensibilidades, ou seja, de conviver com a real Juventude Moçambicana em vários pontos do País e perceber melhor os seus desafios.

40 anos depois a OJM deve intensificar a sua missão de educação patriótica e de organizar os jovens moçambicanos, bem como a de ser actor de consolidação da inclusão e da Unidade Nacional no seio dos jovens.

Bem haja OJM

Standard